quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Número 1

Confiram a nova música do Dr. em homenagem a Rogério Ceni, goleiro (e artilheiro) do São Paulo. Assim que tiver um tempinho livre postarei no youtube (se ninguém postar antes) o vídeo do programa Propaganda Futebol Clube, no qual foi exibido o clip pela primeira vez.





Em 1997, o Power trio brasileiro Dr. Sin lançou a canção “Futebol, Mulher e Rock n’ Roll”, que contou com a participação do locutor Silvio Luiz. A faixa do álbum “Insinity” é uma das poucas que a banda brasileira canta em português. Se tornou quase um hino de roqueiros que gostam de futebol.


Um deles é Rogério Ceni, goleiro do São Paulo. Ele é um espécime raro entre os boleiros do Brasil. A maioria prefere música sertaneja, pagode e axé. O capitão do tricolor prefere o rock nacional.

Nesta semana, Ceni descobriu que virou tema da mais nova criação do Dr. Sin. Os irmãos Andria (baixo e vocal) e Ivan Busic (bateria e vocal) compuseram a canção “Número 1”. Trata-se de uma homenagem explícita e descarada ao arqueiro do São Paulo, de quem a banda – com seu guitarrista Eduardo Ardanuy – é amiga há anos. “A gente costumava se encontrar em Ubatuba, nas férias”, lembra Andria.

A música foi gravada e mixada em um dia. O clip saiu em seguida.

Rogério Ceni assistiu ao vídeo na última sexta-feira, mostrado pelo Blog do Boleiro na véspera da partida do São Paulo contra o Goiás. Gostou muito. “Cara, é muito boa. Os caras tocam demais. A música é tão legal. Até quem não gosta do São Paulo, pode ouvir por causa do som”, atestou.

Depois, por telefone, conversou com Andria. “Acabei de ver o clip. Fiquei emocionado. É muito legal. Vocês são demais”, disse. Do outro lado da linha, o co-autor da “Número 1” chorou. “Cara, ele é um baita sujeito. Joga muito e põe o coração em tudo o que faz”, afirmou.

Nesta terça-feira, no programa Propaganda Futebol Clube (BandSports), Andria e Ivan viram, pela primeira vez, as imagens do goleiro tricolor acompanhando a música e o vídeo. Também foram tomados pela emoção. Ivan chegou às lágrimas. “Ver o Rogério jogar é como assistir a um concerto do Led Zeppelin”, disse citando sua banda favorita.

Quando comentou o que achava da homenagem, Rogério ficou em dúvida: “Acho que o Eduzinho nem é são paulino e está vestindo nossa camisa no clip”, disse. Depois, informado por Andria, corrigiu: “Rapaz, eu estava errado. Ele é são paulino, além de um grande guitarrista, se não for o melhor do Brasil”.

Por enquanto, a homenagem a Rogério Ceni não virou CD. Dr. Sin está ainda divulgando o álbum “Bravo” lançado no ano passado. É o oitavo disco da banda que foi formada em 1992 e se tornou a principal representante do hard-rock brasileiro.

O goleiro Rogério Ceni tem fãs fanáticos. Ele já viu a panturrilha de um torcedor com a tatuagem de seu rosto. Na semana passada, ele recebeu a cópia da certidão de nascimento de Thomas “Rogério Ceni”, bebê cujo nome foi dado pelo pai, José Maciel. Detalhe: ele registrou a certidão sem conhecimento da esposa, que não gostou nem um pouco.
A seguir a letra da música “Número 1”, do Dr. Sin, composta por Andria e Ivan Busic,

NÚMERO 1

Ídolo de toda uma nação
Fez do Tricolor sua paixão
Sabe usar os pés, as mãos e o coração
Ele é o verdadeiro campeão

Goleiro Artilheiro
o melhor do mundo inteiro
se tornou o nosso herói
a torcida se levanta e o saúda com emoção

Rogério para sempre
Vai ser nosso capitão

Ele é pra sempre o número 1 (2 vezes)

Se a galera pede pra ele chutar
Ele faz a rede balançar
E se alguém tentar nos atacar
É certeza que não vai entrar

Sua vida é o futebol
Faça chuva ou faça sol
Ele é o nosso herói
A torcida se levanta
E o saúda com emoção

Rogério para sempre
Vai ser nosso capitão

Ele é pra sempre o número 1
Ele é e sempre será o nosso número 1

Fonte: Blog do Boleiro